quarta-feira, 23 de julho de 2008

Encontros e Despedidas

Depois de muito tempo sem escrever, hoje senti que era necessário.
Dia 15 o Pedro fez anos.
Fizemos uma festança para comemorar, tinham 50 pessoas, 40 adultos e 10 crianças.
Foi no salão de festas em frente a piscina, começou as 17hs e terminou as 24hs.
O Pedro adorou, como não estava em casa, aquele terrritório era neutro, desta forma não se sentiu invadido.
Quando recebeu as prendas, ainda não eram dele, sem posse, foi mais facil repartir.
A mãe veio, ficou aqui mais de 20 dias, foi hoje embora.
É esse o motivo que me faz escrever.
Estou triste porque despedidas nunca foram o meu forte.
Lembrei de uma música que fala sobre isso:

Encontros e Despedidas - Milton Nascimento

Mande notícias do mundo de lá
Diz quem fica
Me dê um abraço venha me apertar
Tô chegando
Coisa que gosto é poder partir sem ter planos
Melhor ainda é poder voltar quando quero

Todos os dias é um vai-e-vem
A vida se repete na estação
Tem gente que chega pra ficar
Tem gente que vai pra nunca mais
Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai querer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar

E assim chegar e partir
São só dois lados da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem da partida
A hora do encontro é também despedida
A plataforma dessa estação
É a vida desse meu lugar

2 comentários:

|Mdk|Space disse...

Eu estive lá e adorei...

Vocês sabem muito bem receber.

beijos

Pedro

mutantismos disse...

Feliz aniversário pro Pedro!
E um grande abraço pra vocês todos.
Raul.