segunda-feira, 24 de março de 2008

A nossa casa nova


A mudança de vida que se inicia está directamente ligado a casa nova, que é um novo espaço onde vamos começar uma nova vida. E vida nova, casa nova.

Passamos o final de semana, desencaixotando coisas, arrumando, a procura dos novos lugares de cada objecto...
Tenho tentado mentalizar que espaço vazio não significa obrigatoriamente espaço para encher. Nosso objectivo é deixar a casa respirar. Apenas com os móveis essenciais. Para a sala, um sofá, mesa de jantar e 6 cadeiras, um móvel para a tv e som. Para o quarto, para além da cama, o roupeiro (que veio embutido)e duas mesas de cabeceira. No quarto do Pedro: cama, sofá e brinquedos. No escritório, mesa, estante, um sofá cama para as visitas e pouco mais.

Sempre leio que a casa onde vivemos é um reflexo do que somos, então temos de pensar "o que é que a casa nova vais dizer de nós?" ou melhor "Que esforços é que tenho de fazer para que ela diga bem de nós?"

Não vamos precisar de decorador, nem vamos gastar rios de dinheiro (até porque agora está complicado) com a decoração. O mais importante é que nos sintamos confortável e que tenhamos orgulho em convidar os amigos para virem a casa.

A obra ainda está inacabada, mas vai tomando forma a cada dia que passa.

Tudo isso vale a pena quando penso em:
Família, do Lat. Família, s. f.,
o pai, a mãe e os filhos; pessoas do mesmo sangue;
descendência, linhagem, estirpe; conjunto de parentes por consanguinidade ou por afinidade; conjunto de vocábulos que têm a mesma raiz; unidade de classificação dos seres vivos baseada em caracteres morfológicos e fisiológicos comuns (grupo taxionómico);
conjunto de pessoas da mesma seita, fé, sistema, profissão, etc. ;
grupo de minerais de composição e propriedades semelhantes;

1 comentário:

mutantismos disse...

me interessei pelo sofá-cama pras visitas, hahaha!
brincadeira, brincadeirinha...
manda o endereço (por email, mais seguro) porque quero mandar um presentinho.

beijos a todos.
raul.