segunda-feira, 19 de maio de 2008

Gastroenterite


O Pedrinho nesta sexta feira passada chegou em casa no colo do pai, estava completamente vomitado, as calças, a blusa, ténis, enfim tudo.
Vomitou no carro, na cadeira dele, no fato do pai, enfim...
Chegou assustadissimo e dizia:
"Olha pra isso mãe, olha só pra isso mãe..."
Fui para o banheiro com ele no colo e comecei a tomar as providências necessárias, primeiro acalmá-lo, depois tirar as roupas, vesti-lo, dar colinho e água.
Esse quadro de vómitos repetiu-se mais três vezes, de 3 em três horas.
A nossa noite foi de vigia e de muita angústia, tentando que ele não percebesse a nossa preocupação.
Quando nasceu o dia, começamos a tomar as providências.
Ligamos para o "dói, dói, trim, trim", com o número 808 24 24 00 e fomos indicados dos procedimentos.
Pelo quadro descrito ele estava com Gastroenterite.
As indicações eram: Hidratação, suspensão da alimentação e vigilância em relação a febre.
No inicio da tarde falei com a médica que confirmou o diagnóstico.
Fui para net e achei esse texto, que de alguma forma apaziguou meu coração:

"Queridos mamã e papá

Escrevo esta carta porque não quero que estejam tão preocupados com a minha saúde.

É certo que desde ontem que estou doentinho, vomitei várias vezes, o meu cocó é líquido e frequente, tenho dores de barriga, sinto-me um pouco enjoado e, por isso, não me apetece comer.

Por não me verem com aquela energia a que estão habituados, por só me apetecer estar na caminha e porque, eu sei, gostam muito de mim, estão com medo que seja alguma coisa de grave, pelo que fui hoje com vocês ao Sr. Dr.

O Sr. Dr. disse que estou com uma gastroenterite, que é uma doença muito comum nas crianças pequeninas como eu e que, na maior parte das vezes, é provocada por um vírus. Como sabem, não há um tratamento específico. Por isso, não devo tomar antibióticos, nem tomar medicamentos para a diarreia e para os vómitos, porque é através destes sintomas que o meu corpinho se defende do micróbio que me fez ficar doente.

É natural que ainda me sinta doentinho por mais alguns dias, por vezes até uma semana, mas mesmo que coma pouquinho e perca algum peso, não se aflijam. O que é importante é que eu nesta primeira fase beba. E lembram-se o que o Sr. Dr. disse? Há uma aguinha muito boa (solução de rehidratação) que posso beber e que me compensa a água e os 'sais minerais' que eu perco ao vomitar e com a diarreia. Quando vomitar, basta que eu fique meia hora quietinho, sem beber nem comer, e depois beba esta solução aos pouquinhos, mais ou menos uma colher de chá de 5 em 5 minutos durante mais meia hora. Depois posso beber à vontade e começar a comer em pouca quantidade e várias vezes ao dia. Podem fazer-me uma papa de arroz, dar-me frutinha (pêra ou maçã cozidas ou cruas e banana) e pão ou bolachas de água e sal. A sopa deve incluir arroz, batata e/ou massa, cenoura e frango, coelho ou peru. Devo evitar as gorduras, pelo que a canja de galinha não será o mais indicado. Posso também continuar a mamar o teu leitinho, mamã, ou beber um leite adequado à minha idade.

Claro está que se eu continuar a vomitar ou com vários episódios de diarreia em muita quantidade e por muitos dias, com febre muito alta e cada vez mais doentinho, têm de me levar de novo ao Sr. Dr.

Enquanto eu estiver com estes sintomas não devo ir ao infantário e devem, papás, lavar muito bem as mãos depois de me mudar a fraldinha, porque posso contagiar as pessoas que estão à minha volta e eu não quero ver quem eu tanto gosto também doentinho.

Muito obrigado, papás, por tratarem tão bem de mim e não entrem em pânico porque ao ver-vos ansiosos também fico muito nervoso e mais doentinho ainda...

Uma criança"

2 comentários:

Cristina disse...

Beijinhos ao Pedrinho...vai ficar bom de depressa com tantos miminhos.
Beijinho prá mama tb...

GatoZarolho disse...

São meus os beijinhos...